Duality. Os bastidores parte 2.

Duality

Os bastidores parte 2.



Olá galera como vão?

Estou muito feliz com os números que só vão aumentando, as visualizações e os leitores de Duality aumentam mais a cada dia, muito obrigado a todos.


Como sabem eu estou evitando ao máximo passar algum spoiller da historia e eu vou contando apenas sobre as coisas que já aconteceram. 

Essa matéria  de hoje vai falar um pouco mais sobre o cenário de pano de fundo de Duality, e esse cenário me deu mais trabalho para produzir do que todo o resto da historia. Para você que também está com problemas para produzir um cenário a s dicas que vão surgir nessa materia irão te ajudar com toda a certeza, então fique esperto para não perder algum detalhe sobre a produção do cenário de Duality.

Então chega de conversa e vamos falar sobre produção de cenários e neste caso a produção do cenário de Duality. 

Produção de cenários.

Duality tinha alguns problemas quanto ao cenário, quando eu comecei a escrever a historia a muitos anos atrás eu ainda estava fortemente influenciado por mangás e historias que vinham do Japão, o cenário utópico que o Japão representa em suas historias de romance são levados a um nível de perfeição exagerada.

Duality tinha que ter um cenário assim, esse era o meu pensamento quando comecei a escrever, e no inicio a historia se passava em alguma cidade fictícia do Japão.

É claro, você pode imaginar os problemas que eu tive com essa ideia, como nunca fui até o Japão eu não tinha referencias de vivencia naquele lugar. Foi extremamente difícil manter coerência com os fatos e o cenário. Então o cenário ficou raso e com as influencias das coisas que eu apenas conhecia através da internet.

Foi um fracasso total e o cenário nunca saiu do lugar. 

Tudo mudou em 2013 quando os protestos contra a politica e a corrupção começaram a se iniciar no Brasil.

Comecei a produzir uma historia chamada "Projeto 2014" essa historia iria contar sobre uma guerra civil sem precedentes que estourou no Brasil por conta dos problemas sociais e políticos que o país enfrentava, mas como sou péssimo escrevendo historias com esse tema deixei o projeto de lado.

Mas nada deve ser desperdiçado, e então me surgiu uma oportunidade de fazer uma reviravolta no cenário de Duality e deixar a historia com um pano de fundo mais interessante.


Esboço da estação Maglev de Nova São Paulo.


Nos capítulos dicas vão surgindo sobre o que aconteceu com o cenário e em um capitulo especial haverá toda a explicação do que realmente aconteceu. Por isso não irei falar muito sobre isso neste momento.

Bem com essa reviravolta consegui abrir um oportunidade de fazer a historia se passar em um futuro paralelo ao nosso, neste novo mundo tudo mudou drasticamente quanto ao modo de vida das pessoas e um desses modos é o meio de transporte.

- Para tudo Haw. Duality é um romance ou você está querendo apresentar um projeto de urbanização?
- Uma coisa liga a outra meu amigo fã do Jason.

Eu moro em uma cidade onde o meio de transporte está muito próximo da maior falha de todos os tempos, o único meio de transporte que aqui existe é o ônibus.  Por isso quando vou para a capital fico maravilhado (e podem me chamar de caipira) com os metros e os trens. 

Poder cruzar uma cidade enorme como São Paulo em poucos minutos é algo comum para os moradores da cidade. Para alguém que pega ônibus que mais se parecem com carroças é algo do outro mundo.

Mas existe outro meio de transporte muito mais poderoso que não existe no Brasil, o Maglev. Esses trens são maquinas que flutuam sobre o magnetismo de poderosos imãs e conseguem alcançar velocidades absurdas.


Trens Maglev.

Nunca tive a oportunidade de andar num destes trens, mas fiquei imaginando como seria uma cidade onde o principal meio de transporte seria através destas maquinas,  e então decidi colocar este meio de transporte no cenário de Duality e ele encaixou como uma luva.

Nova São Paulo é dez vezes maior que a São Paulo que conhecemos, para se ter ideia da dimensão da megalópole o bairro da Melissa fica como se fosse em Campinas e a escola em São Bernado, todo esse trajeto é feito em pouco tempo dentro do Maglev. Se fosse nos dias atuais levaria mais de horas para completar o trajeto.

Essas inovações abriram espaço para eu criar uma utopia maior do que os cenários que existem nos shoujos vindos do Japão. Além disso com a abertura deste assunto a historia deixou de ter o foco apenas no romance dando oportunidade para outro tema que em nada tem haver com o assunto principal e ainda assim faz parte da historia como um todo.

O cenário ao meu ver é um dos pontos mais importantes de uma historia, portanto, se o cenário contem falhas estruturais a historia dos personagens não irá fluir como o desejado. A partir do momento que consegui concertar essa falha a escrita passou a ser algo mais prazeroso e constante.

Outras inovações irão aparecer pelos capítulos e como disse antes haverá um capitulo que vai explicar tudo sobre o que aconteceu com o estado de São Paulo e com todo o resto do Brasil.

O mais do mesmo dos romances colegiais.


A Diretora Alice.

Sou um grande fã de romances, e a maioria esmagadora deles passam em escolas, romances colegiais vindas do Japão seguem quase sempre o mesmo modelo de plote. 

Uma garota com popularidade baixa se apaixonando por um cara com popularidade alta, e disso surgem os problemas.

Poucas historias fugiram desse plote inicial, algumas delas são: Orange, Clannad, Lovely Complex entre outras.

Essas historias com o plote simples (da garota pouco popular por exemplo) já está exaustivamente repetitivo e muitas pessoas que gostam desse tipo de romance estão fugindo aos bandos deste tema.

KNT por exemplo é um desses romances que está perdendo popularidade a cada capitulo.

Eu não queria isso para Duality, a historia é um romance colegial, mas eu queria desde o inicio fugir de todo o status quo destas historias. E isso foi muito difícil. 

Fazer um romance colegial que não estivesse ligado as referencias de outros romances que eu já tinha lido era uma missão impossível, eu estava influenciado por muitas historias boas e sempre que começava a escrever os capítulos de Duality as referencias surgiam a todo momento. No fim a historia dava um passo pra frente e quatro para trás.

Foi quando eu parei de procurar as referencias e passei a observar a realidade, a vida escolar para muitas pessoas não é algo prazeroso e as experiencias vivenciadas nos ambientes escolares por muitas vezes são traumáticos, mas eu não queria que a historia ficasse apenas focada nesse tema.

Eu queria apresentar o problema e de alguma forma sugerir uma solução, foi quando me surgiu a ideia de contar a historia sobre a escola.

Em todos os shoujos não há uma historia sobre a escola, o plote é totalmente focado nos personagens e a escola em si fica jogada de lado sem nenhuma importância há mais. Quando comecei a pensar nisso as ideias sobre a Modelo dois, escola onde a historia se passa, começaram a surgir e um complemento ao plote principal se tornou muito interessante.

Além de contar a historia da escola eu decidi contar a historia de outros personagens que também são ignorados pelas escritoras de romances, os funcionários do colégio sempre aparecem de forma tímida e com pouca influencia no plote principal, neste caso pensei em aumentar a influencia destes personagens sobre a historia principal e todo o romance meloso e sem graça se tornou uma trama mais complexa e interessante.

Duality, portanto, não é apenas um romance colegial como estamos acostumados a ler, há muitas outras historias em poucos capítulos e muitas coisas acontecem ao mesmo tempo sem perder o foco nos dois personagens principais, com isso acredito eu (pois este é o meu maior objetivo) o leitor não vai ficar cansado daquele lenga lenga dos romances atuais.

E por fim chegamos a uma parte muito importante deste projeto.

O lançamento.

A Melissa por aqui só pra comparecer.

Duality está fazendo sucesso este é um fato e ponto.

E este sucesso é causado por vocês leitores do blog, o blog como desenhar mangá ainda é dedicado a passar informações sobre como produzir o seu mangá ou novel. Os relatos que eu passo aqui sobre os bastidores de Duality são informações preciosas para você que está com problemas para criar seu roteiro.

Duality está tomando mais espaço no blog e com a quantidade de leitores subindo a cada capitulo seu lançamento está cada vez mais próximo.

Como prometido o lançamento do patrocino coletivo pela internet será feito assim que o cap.10 for lançado, a partir deste momento a historia entrará em hiato para a produção do livro impresso, mas não se preocupem a historia já está finalizada e não haverá nenhum risco da historia ficar pela metade.

Esse alias é o maior terror de qualquer fã de series, uma historia mal finalizada é terrível para todos e isso NÃO VAI ACONTECER COM DUALITY!

Conforme o livro impresso começar a ser produzido eu irei postando as ilustrações novas e as edições das paginas para o leitor acompanhar a produção do mesmo. 

Mas para tanto ainda preciso resolver algumas duvidas, patrocínios coletivos oferecem muitas vantagens para seus patrocinadores, essas vantagens são presentes e outras regalias oferecias pelo produtor, eu apenas tenho algumas ideias básicas sobre o que eu poderia oferecer para vocês que estão interessados em ajudar o projeto.

Por tanto eu fiz uma enquete, ao fim desta enquete você pode deixar o seu e-mail para receber mais informações sobre o livro e sobre os lançamentos dos capítulos, fiquem tranquilos que os e-mails não vão ser enviados por robôs eu mesmo irei enviar os e-mails para os leitores. 

Além disso você terá o meu contato e poderá resolver qualquer duvida, não só sobre o livro mas também sobre produção do seu mangá ou novel. 

Então por favor responda a enquete e se possível deixe seu e-mail para contato, o link da enquete está aqui: Enquete sobre Duality.

Eu conto com a sua resposta e continue acompanhando os capítulos, como este mês está muito corrido o próximo capitulo só será lançado no mês que vem (06/2016) até lá leia e compartilhe com seus amigos os capítulos quanto mais leitores mais rápido será o lançamento do livro impresso.

Por enquanto é isso galera até mais.




Duality cap. 3

Duality

Cap. 3



Olá pessoas como vão?

Eu tenho que dizer para vocês, eu estou muito feliz com a quantidade de leitores que só vem crescendo com Duality, em 2 meses com 2 capítulos apenas o livro já quebrou a marca de 400 leitores e as impressões (que são as vezes que o livro foi visto por alguém) já superou a marca dos 5000, muito obrigado a todos que estão lendo e compartilhando o livro.

De presente para vocês estou lançando o cap. 3 antes do previsto.

Como vou ter muito trabalho na próxima semana decidi em respeito a todos os leitores adiantar o capitulo em uma semana.

Então chega de conversar aqui está o cap. 3 para todos vocês, logo em seguida vou fazer uma postagem sobre os bastidores deste livro que já é um grande sucesso.


Como organizar o seu dia de trabalho.

Como organizar

o seu dia de trabalho.



E aí galera como vão? Estão lendo Duality? Pra quem leu o cap.2 a cena acima deve lembrar alguma coisa não é mesmo?

Então hoje eu gostaria de terminar o post que fiz sobre Duality: Os Bastidores pt.1

Eu disse que iria explicar o porquê de não postar mais tutoriais sobre desenhos no blog e o motivo deve ser bem óbvio: 

Existe uma enorme quantidade de materiais na internet sobre o assunto, então para aprender a desenhar não é tão difícil, mas percebo que faltam muitas informações importantes que fazem parte do desenho porém são ignoradas por todos os outros tutores de arte.

Essas informações tratam sobre vários assuntos que, apesar de não parecer, estão ligados diretamente ao desenho em si.

Um destes assuntos é a Organização de Trabalho e do seu Tempo.

- Mas Haw, eu realmente gostava do seu método de ensino você não vai postar nenhum tutorial daqui pra frente?
-Então minha Amiga fã de Boku no Hero Academia, nada é certo, de momento não irei postar mais tutoriais.

Mas se você realmente quer aprender a desenhar não vai adiantar nada mergulhar nas profundezas de técnicas e tutoriais que existem na net. Você precisa aprender duas coisas para realmente se tornar um bom ilustrador/quadrinista/roteirista.

1. Estude todos os dias para aquilo que você almeja alcançar.
2. Organize seu tempo para não desanimar pelo caminho.

Então vamos começar as explicações.



Organizando seu Tempo.

Parte 1.

Quanto te pagam no fim do mês para te manter longe dos seus sonhos?

A primeira coisa a saber sobre organização de tempo é saber o que é prioridade e o que é procrastinação. A suas prioridades não podem ser alteradas, por exemplo:  

Eu trabalho fora de casa dois dias por semana, nestes dias eu tenho o compromisso com o meu trabalho pois outras pessoas além de mim contam comigo.

Fora isso nos outros dias eu estou "livre"

Isso não é uma realidade para todos, eu sei. Muitas pessoas trabalham todos os dias umas oito ou dez horas por dia. Mas possivelmente você não está feliz com esta situação e quer mudar de vida para ter mais tempo para fazer as coisas que gosta, esse tema levaria a outro assunto e de momento não vou aborda-lo aqui.  Mas se quer aprender a trabalhar menos e ganhar mais existem muitos livros e pessoas que podem lhe ensinar isso.

Então vamos abordar duas realidades de tempo:

  • Uma na qual a pessoa trabalha em um serviço normal de oito horas por dia.

  • E outro que ainda está em idade estudantil e tem tempo de sobra.

Nos dois casos é necessário ver a sua prioridade, não dá para deixar o emprego e mergulhar no mundo das ilustrações e quadrinhos primeiro que isso só vai te deixar mais frustrado ninguém fica rico com desenhos da noite pro dia, e também não dá pra largar a escola pensando que você vai ser um melhor desenhista do mundo fazendo isso.

Para quem trabalha, geralmente sobram quatro horas no dia para ela fazer algo, na maioria dos casos a pessoa chega em casa liga a TV e espera o sono chegar, quem faz isso não vai mudar de vida e ponto.

Se você tem quatro horas sobrando, use essas quatro horas como um investimento para mudar de vida, aproveite ela para estudar para aquilo que você realmente almeja alcançar, no caso aqui com toda a certeza você quer se tornar um ilustrador, quadrinista ou roteirista.

Então a sua organização de trabalho seria simples.

Oito horas de sono, oito de trabalho e quatro de estudo, ainda sobram mais quatro horas para você fazer o que você quiser.

Eu sei que muitos vão falar "a mas eu pego ônibus" ou "a eu tenho filhos" ou "eu faço faculdade". 

Sinceramente, se você é do tipo vitimista ilustração não é o seu ramo, todo ilustrador de sucesso é uma pessoa que se tornou protagonista da própria vida e não se deixa levar pelos problemas que surgem durante nossa caminhada. 

Todo ilustrador de sucesso arranja tempo para estudar, essas pessoas andam com seus cadernos e não perdem uma pequena oportunidade para aprimorar suas técnicas, pode perguntar para qualquer um deles, todos vão confirmar o que eu disse.

O caminho para quem estuda e trabalha é muito complicado eu sei, mas tenha certeza absoluta, se você lutar por aquilo que você realmente deseja ser não há, e repito, NÃO HÁ barreira alguma que possa te impedir!

Agora para quem ainda estuda ( e este é o caso da maioria do publico do blog ) você estão em um curto período da vida onde todos tem a oportunidade de estudar para levar uma vida da forma que sempre desejou.

Vamos supor que você entra na escola de manhã e sai a tarde, acredito que deva ser coisa de seis horas de estudo. Depois do horário normal da escola você tem o resto da tarde para estudar e até mesmo um período da noite.

Você meu amigo e amiga tem o que mais falta para aqueles que trabalham, vocês tem tempo de sobra para estudar e melhorar muito seus trabalhos.

Então vamos organizar o seu horário de estudo.


Parte 2.

Aproveite seu curto momento da adolescência para viver uma vida que sempre sonhou!

Vamos lá, você estudou a manhã toda e chegou em casa na hora do almoço, comeu até ficar triste e dormiu por uma hora ou duas, sentou na frente do PC para falar todo tipo de bobeira no Twitter e postar coisas inúteis no Facebug, depois disso percebeu que poderia desperdiçar mais tempo e entrou no LOLzin para jogar um pouco, quando você menos percebe são onze da noite e você vai dormir. 

Isso se repete todos os dias, e um dia acontece o pior de tudo:

Você se forma no colégio e vai fazer faculdade, continua na mesma rotina de sempre, entrando no PC, comendo, jogando, enfim.

Quando menos esperar a vida adulta bate na sua porta, e você se vê sem tempo para fazer as coisas que REALMENTE queria fazer da vida.

E então eu lhe passo uma musica do Pink Floyd para você pensar um pouco sobre este assunto.



Bem vindo a vida da maioria das pessoas. 

- Poxa vida.
- Sim poxa vida minha amiga fã de Toradora.

Primeiro de tudo, saiba que a procrastinação só vai te levar para o caminho da não realização de seus objetivos. E você é um mortal como qualquer um.

Se seu objetivo é ser um mangaka e quer trabalhar no Japão então aceite o fato de que isso não será fácil e se você não tomar uma atitude diante este objetivo nada vai mudar.

Organize seu tempo da maneira mais confortável e proveitosa possível, evitando a todo momento procrastinar.

Vamos a um exemplo.

Você estudou de manhã chegou em casa e comeu um pouco menos que de costume para não ficar com tanto sono, dormiu meia hora e acordou disposto.

Essa seria a sua prioridade, estudar, comer e descansar (e tomar um banho né, ninguém quer um ilustrador(a) fedido(a) por perto). Essa prioridade não da para mudar como eu disse mais acima.

Depois de cumprir sua prioridade você pode aproveitar para usar o PC para estudar, da sim para entrar no Twitter e no Facebug e usa-lós de maneira inteligente para aumentar seus conhecimentos.

Muitos artistas (assim como eu) tem redes sociais e usam elas para promover seus trabalhos (e não para promover piadinhas imbecis vindas diretas da terra do prassodia proibido) 


Vou acabar com seus sonhos e objetivos
fazendo você pensar que é legal por postar piadas sem graça nas redes sociais.
Prassodia Proibido 42:42



Siga pessoas que estão dispostas a passar conteúdo de qualidade, essas pessoas estão passando informação e extrema importância para você melhorar seu trabalho. Agradeça o trabalho delas sempre que puder isso deixa elas motivadas para passar mais conteúdo.

Fuja de grupos que postam muitos desenhos seguidos da frase "espero que gostem" ou "meus estudos de hoje da um like ai".

Estes grupos e pessoas não estão lhe passando nada de qualidade, só servem para promover o próprio ego e isso não vai ter levar a nada. Sem falar que você corre o risco de receber uma critica de "Zé Mané":

Zé Mané, segundo o dicionario do Haw é uma pessoa que quer causar em grupos, faz criticas e da opiniões nos desenhos de todo mundo, mas não evolui no próprio traço, ou seja, um Zé Mané.

Procure grupo que compartilhe vídeo aulas, tutoriais, e textos para estudos e que, de preferencia, seja moderado por um artista comprometido com os estudos. Este tipo de grupo está mais focado no objetivo e vai te ajudar muito no seu caminho.

Só de procurar esse tipo de conteúdo você estará estudando um pouco mais e procrastinando um pouco menos.

Depois de encontrar todo o conteúdo de estudo que você precisa está na hora de por a mão na massa, ou melhor na folha.

Agora chegou o momento de desenhar, desenhe e desenhe muito, todos os dias e a todo momento que for possível, seus desenhos não vão ficar bons da noite pro dia, demora muito para aprender um traço novo, demora muito mais tempo para criar um estilo próprio, mas não se preocupe você ainda é um(a) adolescente o tempo ainda é seu amigo.

- Haw espera, eu já faço isso há um tempo, comecei a estudar com quatorze anos e agora estou com dezessete, mas não vejo uma grande evolução no meu traço.
- Muita calma minha amiga fã de Vagabond. E também meus parabéns por ter chegado tão longe!


Pate 3.

A bifurcação do auto didata.

Se você está lendo este blog com toda certeza você é um(a) auto didata, ou seja estuda por conta própria.

Eu sou um auto didata e chegou um momento que meu traço não ia para frente ou para trás, neste momento me vi em um caminho bifurcado. Em um eu poderia seguir sozinho, o outro eu poderia encontrar um tutor.

Escolhi por encontrar um tutor, e isso foi uma ótima escolha, eu tive a sorte de encontrar um tutor que estudou na Itália e em New York e estava totalmente comprometido em passar seus conhecimentos.

Ao procurar um tutor procure por aquele que está disponível a solucionar suas duvidas e que não está preso a uma rotina de ensino como passar folhas para você ir copiando, as vezes é melhor ir a uma aula  só ouvir o que o tutor tem a dizer do que ficar lá desenhando copias de livros de desenho.

Chegar na bifurcação é um enorme passo na sua vida de desenhista, é um momento de descoberta do próprio traço, e onde você começa de verdade a entender o que é criticar e admirar uma arte. E isso ninguém pode lhe ensinar melhor do que você mesmo.

Bem então voltamos a organização do seu dia de trabalho.

Você finalmente conseguiu se organizar e aprendeu que o computador é uma ferramenta de aprendizado sem limites, conseguiu organizar suas prioridades e seu tempo de estudo está tomando mais tempo do que a sua procrastinação, meus parabéns agora vou te falar como você pode usar esse tempo de lazer para aprender mais ainda.

Vamos supor que sua organização de trabalho agora seja: 

oito horas de prioridade, oito de estudo e quatro de lazer.

Essas quatro horas de lazer podem te ajudar a aprender que estudar também é algo divertido de se fazer.

Tente levar seu estudo para o ambiente de lazer, vamos supor que você gosta muito de algum game. Ao invés de apenas jogar preste atenção nos detalhes do trabalho gráfico, descubra como foi feito o roteiro da historia do jogo, como os personagens foram elaborados e etc. O jogo vai ficar mais interessante do que antes e você vai estar estudando e se divertindo ao mesmo tempo.

E então o seu tempo passa ser:

Oito horas de prioridade, e muitas horas de estudo.

O estudo acaba se tornando parte da sua vida e até mesmo durante o sono sua cabeça continua trabalhando para melhorar seus conhecimentos. Muitas vezes durante meu sono eu acordo com alguma ideia para uma historia. 

Este é o segredo para ser um bom ilustrador; estar em constante oportunidade de melhorar seu trabalho.

Se você chegou até aqui meus parabéns por estar lendo a tanto tempo, agora como bônus e para recompensar sua leitura vou ensinar como organizar o seu tempo de trabalho na execução de um ou vários projetos.



Parte 4.

Executando um projeto de forma inteligente.

Você já passou por todas as etapas de estudo e agora está seguro para começar a fazer seus projetos, meus parabéns você está a alguns passos para tornar seu sonho realidade.

Mas ainda assim não é um caminho fácil.

A organização de um projeto é a separação das prioridades que vão levar a execução do mesmo. Vou dar um exemplo na qual você quer fazer uma historia em quadrinhos.

Primeiro saiba que você precisa seguir alguns passos para fazer uma HQ.

Criar o roteiro, criar o storyboard, e executar o projeto.

Aqui eu coloquei três pontos principais para a criação da HQ que podem ser subdividos em várias outras partes, você tem que entender que a HQ é o objetivo final e você terá que conhecer os seus limites para saber se pode ou não dar continuidade ao projeto antes mesmo de começa-lo.

O primeiro limite a ser imposto é o prazo de entrega, todas as empresas trabalham com prazos e você é a sua própria empresa neste momento. Sem prazos nós entramos na espiral da procrastinação e o projeto nunca será finalizado.

Vamos supor que você tem um roteiro pronto com o storyboard já feito e que tudo isso resulta em 20 paginas de HQ, você já sabe que demora cerca de cinco horas para fazer uma pagina completa, incluindo esboço, arte final e limpeza.

20 paginas vezes 5 horas de trabalho vão resultar em 100 horas de trabalho.

- Cem horas de trabalho é muito tempo meu deus eu nunca vou fazer isso.
- Verdade, mas bem que você tem duzentas horas jogadas em Final Fantasy não é mesmo meu amigo?

Como podemos passar tantas horas procrastinando e não podemos dedicar esse mesmo tempo para a realização de um objetivo, é ilógico não é mesmo? 

Bem voltando ao assunto, você sabe que vai precisar de 100 horas de trabalho para fazer a HQ e que não seria possível fazer ela em menos de uma semana, então coloque um prazo maior coisa de trinta dias corridos. 

100 horas dividas por 30 dias da algo em torno de três horas e meia por dia. 

Agora ficou mais simples dar continuidade ao trabalho, mas vamos melhorar esse prazo, ao invés de pensar em horas trabalhadas vamos pensar em entrega de paginas, vamos supor que você queira fazer pelo menos 5 paginas por semana em 4 semanas o trabalho estaria pronto e você teria alguns dias de folga para fugir do trabalho ao invés de trabalhar todos os dias por 3 horas.

A organização do tempo depende muito de você, mas o importante é colocar um prazo e que ele seja bem realista. 

Ao terminar o primeiro projeto de 20 paginas você vai perceber que é capas de fazer mais projetos ao mesmo tempo e que não é tão complicado assim fazer uma HQ curta.

Lembre-se sempre de respeitar seus limites, não dá para fazer uma HQ bem ilustrada e com desenhos super elaborados em um prazo tão curto se você ainda não domina bem seu traço e sua técnica. Seja sempre realista.

Por hora deixo o desafio lançado para você leitor que chegou até aqui, faça a sua HQ de 20 paginas em um mês e me mande seus resultados, posso até mesmo disponibilizar o espaço do blog para postar o seu trabalho e se me permitir posso dar um respaldo técnico sobre a execução do trabalho, só depende de você.

Agora vamos supor que você seja super criativo e inventa historias com tudo o que vê pela frente, essa habilidade é uma faca de dois gumes e percebo que muitas pessoas passam por esse problema, eu sou um deles e vou explicar para vocês como fazer para trabalhar em vários projetos ao mesmo tempo.


 
Parte 4.

Aprendendo a dizer não para si mesmo.

Muitas vezes encontro com amigos que são escritores e quadrinistas e ficamos horas trocando ideias sobre universos paralelos e personagens interessantes, o que ocorre é que existe uma grande criatividade vezes pouca execução.

Uma grande criatividade nunca jamais deve ser censurada, mas ela atrapalha e muito a execução de projetos, então haverá momentos em que você vai ter que dizer para si mesmo " Não, ainda não é momento para essa historia, vou guardar-la para outra oportunidade. "

Se eu fosse contabilizar as historias que eu tenho seria algo em torno de mais de cem, colocar todas elas em execução ao mesmo tempo é impossível e corro o risco de morrer e leva-las comigo.

Afim de evitar isso aprendi a selecionar melhor minhas ideias e executa-las ao mesmo tempo.

Por exemplo; ao mesmo tempo em que fiz Scrap Heart estava escrevendo Duality e ainda tinha tempo para projetar um outro livro de contos. Me surgiram mais ideias e eu as anotei, mas tive a convicção que só iria colocar outro projeto em execução assim que Scrap Heart estivesse terminado, e assim foi.

Você pode fazer essa organização da seguinte forma.

1. Dentre todas as suas ideias selecione a de mais fácil execução como a de prioridade de curto prazo.

2. Escola uma ideia que tenha médio prazo para fazer nos intervalos da execução do projeto de curto prazo.

3. Deixe as ideias mais elaboradas, que irão tomar mais tempo, para serem feitas aos poucos.

4. Se novas ideias surgirem anote-as, mas não execute elas antes de terminar o item numero 1.

Essa organização que eu chamo de "Passo de Valsa" é muito vantajosa pois te mantém trabalhando todos os dias. E os projetos vão sendo concluídos como em uma esteira de produção industrial.

Quando fazemos um único projeto tendemos a enjoar do tema logo no quarto ou quinto dia, e queremos partir para outro projeto deixando este primeiro de lado, o que acontece no final da historia é um acumulo de trabalhos largados pela metade. 

- Isso acontece comigo sempre.
- Isso acontecia comigo também minha amiga fã da Pixar.

Só aprendi que poderia continuar um projeto se estivesse fazendo outro ao mesmo tempo quando olhei para meus desenhos e vi vários e vários projetos largados de lado, pensei onde estava errando e a resposta foi simples: 

Eu ficava entendiado com o trabalho, e o tédio vinha por conta da rotina de fazer sempre o mesmo projeto.

Portanto pensei em mudar minha estrategia e comecei a fazer vários projetos ao mesmo tempo. Por muitas vezes eu estava fazendo o Scrap Heart e já estava de saco cheio de desenhar o barracão que aparece em vários quadrinhos, quando isso acontecia eu ia para o PC escrever o Duality ou me dedicava em algum desenho para outro projeto.

Se você passa pelo mesmo problema tente aplicar o "Passo de Valsa" e me conte como foi sua experiencia.

E lembre-se do mais importante sobre tudo isso; não desperdice suas ideias! Sempre anote elas e veja onde pode encaixa-las nos quatro passos apos terminar o primeiro passo, dar prioridade para as ideias vai manter você trabalhando e isso é o mais importante.

E agora por último bônus para você que chegou até aqui vou falar sobre a última parte da organização do seu dia de trabalho



Parte 5.

Se mantendo no caminho da realização.

Para você que chegou até aqui meus parabéns, diferente de muitos que desistiram no meio do texto você tem a convicção daquilo que realmente deseja para sua vida e por este motivo vou agradecer todo seu empenho lhe ensinando como se manter no caminho da realização dos seus sonhos.

Fazer algo na vida seja o que for depende unicamente de você. Para ser um ilustrador de sucesso muitos momentos de paciência e superação vão ser exigidos de você durante a sua vida, muitos vão desistindo pelo caminho e somente aqueles que realmente desejam de verdade alcançar seus objetivos vão chegar la na frente e vão perceber o que muitos nunca irão nem imaginar o que existe além da realização.

Sim existe um caminho além da realização de um sonho e este sentimento é algo muito bom, se chama orgulho de si mesmo. Não é aquele orgulho baixo que tantos almejam em redes sociais eu estou dizendo um orgulho contagioso que você quer que outras pessoas também sintam, este orgulho de ter realizado um sonho vai fazer você querer continuar no caminho para realizar outros sonhos.

Mas você nunca vai entender o que eu estou dizendo se você parar pelo caminho, portanto estou lançando o desafio aqui no blog.

Para mostrar para vocês o quão bom pode ser o sentimento da realização de um projeto eu estou abrindo o blog para postar seus trabalhos, a regra para isso é simples, faça seu trabalho e me envie por e-mail. Nada mais.

Eu irei postar ele aqui no blog para você e irei mandar uma avaliação do seu trabalho por e-mail. Não se preocupe não vou deixar a critica para o publico ver eu quero que apenas você saiba onde deve melhorar seu trabalho, o que vou deixar para o publico ver é uma descrição de como você foi capaz de chegar a este pequeno passo rumo ao seu sucesso infinito.

Pense que postar sua historia aqui no blog seria como subir uma escada e que este é seu primeiro degrau. O que está esperando para começar a subir?

Então vamos lá!

A todos que chegaram até aqui meus parabéns novamente e mãos as folhas. Estudem, criem e me mandem suas historias, estou ansioso para posta-las aqui no blog.

Por hora eu me despeso de todos você eu tenho meus outros projetos para serem feitos.

Até mais galera e continuem apenas isso continuem!











Duality os bastidores parte 1.

Duality.


Os bastidores.
Parte 1.




































Olá galera como vão?

Já faz um tempo que não apareço por aqui e isso vai ficar cada vez mais recorrente, portanto decidi que de momento o blog terá posts apenas mensais e estará mais dedicado aos meus trabalhos.

- E as matérias sobre como desenhar mangá como ficaram Haw.
- No final desse post eu irei explicar na verdade agora o assunto é outro e se você prestar bastante atenção irá aproveitar muito um assunto que não é abordado por nenhum site de "how to draw".


Bem galera como podem ver minha vida anda bem corrida em relação aos desenhos, mês passado terminei de produzir o Scrap Heart e estou postando ele no Tapastic: tapastic.com/series/Scrap-Heart

Vou falar brevemente Sobre o Scrap Heart.

Tudo começou no post como fazer um storyboard, neste post eu criei uma historia rápida para ensinar aos leitores que não é necessário usar um traço elaborado para transmitir uma ideia básica para fazer as paginas de quadrinhos.

Mas eu gostei tanto da historia que criei no post que decidi levar adiante e transformar aquele storyboard em um HQ de verdade.


Organizei meu tempo e comecei a desenhar a HQ, em paralelo, eu ia escrevendo a Novel de Duality, minha meta com o Scrap Heart era ao menos fazer uma pagina por semana, haviam semanas que eu fazia mais paginas e no final levei algo de um mês para terminar a historia.


Scrap Heart foi uma meta alcançada dentre tantas historias que eu tenho pelo menos essa eu posso dizer que cheguei ao fim, um dos maiores motivos que me levou a completar essa HQ foi a minha perseverança e também o apoio de leitores e amigos eu torciam pela HQ.

Scrap Heart é postado as Segundas e Sextas no Tapastic.

Agora voltando a falar sobre Duality.

Scrap Heart e Duality estavam sendo feitos ao mesmo tempo, mas na verdade, Duality foi escrito a primeira vez a mais ou menos uns 10 anos atrás.

Duality, assim como muitas historias que eu tenho aqui, estava engavetado esperando o momento certo para ser aprimorada, isso é algo que você também pode fazer meu caro leitor, por muitas vezes ainda não estamos maduros o suficiente para tocar uma historia mais complexa para frente.

Quando eu escrevi Duality a primeira vez a minha imaturidade na literatura e em outros assuntos deixaram a historia extremamente fraca e cansativa.


Esse desenho foi uma das primeiras tentativas de ilustrar a Melissa e o Freyer, nessa época a Melissa nem se chamava Melissa o nome dela era Mani, o nome do dois eram uma homenagem a dois deuses, acabei achando isso muito forçado e mantive apenas o nome do Freyer, a Mani, então se tornou a Melissa.

(eu amo nomes que tem M não sei o pq)

Bem, haviam muitos problemas com o roteiro de Duality, na época a minha maior inspiração para escrever a historia foi a Aya Nakahara com a sua historia mais famosa: Lovely Complex.



O Otani e a Risa me inspiraram muito na hora de criar o Freyer e a Melissa, e isso foi um grande problema. Bem como sabem, ninguém quer ler uma historia copiada de outra pessoa, sem falar que isso é algo totalmente errado, mas foi dai que tudo começou.

Como em Lovely Complex eu construí dois personagens cômicos. Tudo isso aconteceu pois eu estava diretamente influenciado pela historia e depois de falhar muitas vezes no andamento do roteiro eu deixei o roteiro de Duality na gaveta, mas, não abandonei ela.

Comecei a ler mais e mais mangás e ver mais e mais animes todos eles Shoujo (claro), logo outro anime iria entrar na área  e este iria influenciar um pouco mais o andamento de Duality.

Antes disso eu criei alguns pontos de interesse nos dois personagens de Duality, Melissa e Freyer como podem ver, são pessoas bem diferentes do comum da sociedade e ainda assim são pessoas que existem aos montes.

Melissa é uma metaleira e sempre foi, Freyer também é, mas, seu gosto musical difere um pouco da Melissa. Ambos tem outro algo em comum, mas isso eu irei deixar para contar na historia então continuem lendo para descobrirem o que é, garanto que vocês irão ficar impressionadas(os).

Bem depois de alguns anos outro Shoujo bombou e esse acabou influenciando um pouco mais o roteiro de Duality.



Esse era o Freyer no começo do projeto, ele sempre foi cabeludo este ponto de interesse eu nunca mudei nele.

A segunda inspiração foi um mangá que até hoje ainda está sendo escrito. E está com a má fama de "o One Piece dos Shoujos" sim, estou falando de Kimi Ni Todoke.


- PQP HAW! Se você for enrrolar como em KNT eu nem vou começar a ler o Duality.
- T_T calma minha amiga fã de Nozaki-kun deixa eu me explicar antes.

Sim leitoras e leitores Duality foi levemente influenciado por KNT, mas no sentindo bom. Antes em Duality haviam apenas o Freyer e a Melissa e isso não dava um bom andamento para historia, percebi em KNT uma melhor exploração dos outros personagens e isso me abriu a mente para contar historias de outras pessoas que vão passar pela vida dos dois.

No capitulo 1 de Duality muitos personagens aparecem de pano de fundo, mas eles vão voltar mais a frente para contar melhor a historia, no capitulo 2 isso também acontece. Com este recurso, contar a historia do Freyer e da Melissa não estava mais cansativo pois outros personagens davam apoio para a narrativa melhorando o andamento da leitura. 

KNT então ajudou nessa parte, mas fiquem tranquilos não vou seguir o método de escrita da Karuho Shiina, até porque eu tenho outras mil historias para me dedicar e não quero ficar preso o resto da vida com Duality.

Mesmo assim, Duality, não saia do papel. Um outro problema me impedia de dar andamento a historia.



Nessa época a Melissa ainda era a Mani, traços antigos do Haw. 



Eu tenho muitas historias esse é um problema, certa vez fui olhar aqui no meus arquivos e contei mais de 40. Eu queria muito levar ao menos uma até o publico, eu estava sendo muito egoísta guardando tantas historias para eu mesmo, o problema era desenhar todas essas historias.

Citei o Scrap Heart no começo deste post pois talvez um detalhe importante deve ter passado desapercebido; O tempo.

Fazer uma HQ demora muito tempo, levo coisa de um mês para fazer 30 paginas (uma pagina por dia), fazer uma HQ além de ser um processo demorado é um tipo de trabalho que a conclusão chega bem devagar, isso causa muita frustração, principalmente se você está escrevendo um roteiro mais complexo e longo como no caso de Duality.

Sempre que eu começava a desenhar a primeira pagina da HQ de Duality eu acabava desistindo, cenários escolares são terríveis de serem desenhados, e as vezes eu tinha que desenhar a sala muitas vezes e em ângulos diferentes, eu até pensei em usar recursos digitais para agilizar a historia, mas, na boa, ficou muito ruim.

Uma das paginas que me gerou muita frustração. Essa é a professora que aparece no capitulo 1.

Não era viável desenhar as paginas de Duality, eu não estava amadurecido o suficiente com meu traço para fazer isso, me faltava praticamente tudo, estudos básicos de perspectiva até enquadramento das cenas, depois de muito tempo desenhando e estudando meu traço melhorou muito, e mesmo assim Duality era um desafio que não dava para ser superado sozinho, eu iria precisar de uma equipe para poder cumprir a meta de fazer 30 paginas por mês.

Deixei Duality de lado por mais uma vez e isso foi algo extramente bom.

Cada vez que eu deixava o roteiro de lado eu ganhava mais experiencia na escrita e no desenho, foi quando a reviravolta com historia realmente aconteceu.


Melissa, Melissas por toda a parte.

Duality é a historia que mais acumulou esboços e desenhos parados no meu arquivo, a quantidade de desenhos que fiz do Freyer da Melissa e de outros personagens era enorme. Era um dever dar continuidade aquela historia, mas o roteiro era fraco, os desenhos não estavam bons e os personagens não estavam bem elaborados.

Tudo mudou quando abandonei as historias que me inspiraram, deixei de lado muitas influencias e mantendo algumas outras e recriei os personagens.

Pensei em temas mais polêmicos e atuais que não são tão abordados em shoujos como o bullying por exemplo, pensei em retratar melhor o momento da aula algo que é praticamente ignorado em todas as historias de romances colegiais. 

Há até uma piada sobre isso em Gekkan Shoujo Nozaki-kun quando o Nozaki para pensar nos personagens dele e ele percebe que os dois apenas pensam em namorar e deixam os estudos de lado.

Pensei em muitos pontos e peguei influencias de historias fora do Shoujo e das historias colegiais do Japão e finalmente consegui algo que me deixou satisfeito para apresentar ao publico, Freyer e Melissa não eram apenas dois personagens cômicos e vazios, agora eles são personagens elaborados em que algumas pessoas podem se identificar (já recebi muitos e-mails de garotas que dizem se identificar com a Melissa por exemplo)

Ainda assim, desenhar toda a historia seria um trabalho enorme, foi quando no ano passado eu tive contato com os Light Novels.

Depois que li alguns Light Novels percebi que já tinha tudo pronto com Duality e que não havia necessidade de fazer a HQ, e então no começo deste ano lancei o primeiro capitulo de Duality apresentando a Melissa para o mundo.

Finalmente depois de muitos caminhos desencontrados consegui encontrar o lugar correto para seguir com a historia.

Decidi em adotar o Light Novel como formato para o livro de Duality, como disse no post do Cap. 2, Duality terá duas versões: A digital com apenas a capa ilustrada, e a física que terá muitas ilustrações e mais alguns bônus. Essa versão só será lançada depois do cap. 10 e então irei entrar com pedidos de patrocínio em sites de patrocínio coletivo.

O cap.1 de Duality foi um sucesso tão grande que me assustou, o numero de leitores já ultrapassou os 300 isso em apenas um mês sem contar as impressões que ultrapassaram a marca de dos 4000, o cap.2 que tem alguns dias que postei esta com mais de 30 leitores.

Esses numeros para um historia autoral e algo muito notavel, e eu agradeço a todos os leitores que prestigiam este trabalho 

Se estou orgulhoso? Puts! Pode acreditar que sim!

E ainda há muito a contar, a historia está apenas no começo e muitas surpresas vão acontecer.

Agora chega de conversa, se não posso cometer o erro de contar alguns spoiler.

Que tal então ler os primeiros capítulos agora? 



Galera obrigado por serem meus leitores e até a próxima, outros bastidores da historia irão surgir aqui no blog então fiquem ligados, sigam o blog, e compartilhem o máximo que puderem, quando mais pessoas lendo mais rápido a versão física se tornara realidade. 

Até mais o/ 

Duality Light Novel Cap. 2

Duality 

Light Novel 

Cap. 2

Olá galera como vão?

Com muito orgulho apresento a vocês o cap. 2 de Duality.

O capitulo também foi postado na pagina da novel no link: /www.comodesenharmanga.com Duality

Eu gostaria de agradecer a todos os leitores e seguidores do blog, graças a vocês o cap. 1 de Duality postado no mês passado foi lido por mais de 300 pessoas e teve mais de 4 mil impressões.

Também quero agradecer a todas as minhas beta readers em especial a Pamy minha grande amiga que sempre está disponível para ajudar com ideias e correções, também gostaria de agradecer a todos que enviaram e-mails e e comentários sobre o Cap. 1. Muito obrigado a todos vocês.

Antes de postar o Cap nesse post e na pagina do Duality gostaria de resolver algumas duvidas que foram enviadas por e-mail e comentários.

Uma dúvida recorrendo enviada por e-mail é quanto o andamento da historia em versão ilustrada.

O livro ilustrado será apenas físico, portanto, não haverá versões online dele. Para torna-lo viável irei usar muitos sites de patrocínio coletivo, isso só vai acontecer depois do cap. 10 quando o projeto estiver bem amadurecido. Como disse em conversas anteriores não adianta pedir patrocínio sobre algo que está bem no começo.

Outra duvida seria sobre o andamento da narrativa com as ilustrações.

De momento penso em não modificar a narrativa substituindo ela pelas ilustrações, acredito que as ilustrações entraram como um complemento e não irão atrapalhar a parte literal do livro, mas tudo pode mudar se caso eu perceber que há um problema na leitura, minha maior preocupação é manter a leitura atrativa e divertida para o leitor.

Uma questão levantada por alguns leitores é a plataforma que estou usando para publicar a novel, o Issu. 

O Issu tem ferramentas gratuitas e avançadas na qual eu consigo ter um controle de tempo de leitura e quantidade de paginas que foram lidas pelos leitores, outras plataformas não fornecem esses dados e eles são importantes para eu saber exatamente onde posso melhorar a minha escrita. Sei que alguns tem problemas para usar essa plataforma no celular e nas tablets. Peço desculpa a todos estes leitores mas de momento não irei mudar a forma de publicação da novel.

E a última questão que foi levantada é sobre quando o livro físico será lançado.

Isso não depende de mim, como disse antes quanto mais repercussão houver mais rápido poderei pedir patrocínio para o livro e mais rápido irei lançando os capítulos. Portanto se você tem muita vontade de ter o livro me ajude compartilhando a novel em suas redes sociais, quanto mais leitores mais rápido os capítulos serão postados e mais rápido o livro será lançado.

Agora com as questões resolvidas eu espero que mais e mais questões surjam, me mandem e-mail ou perguntas pelo Twitter, irei ficar muito feliz em responde-las.

Com vocês o Cap.2 





Contato

ricardohaw@gmail.com

Latest Post

Creative Commons

Licença Creative Commons
O trabalho Como Desenhar-mangá de Ricardo Haw está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://comodesenhar-manga.blogspot.com.br/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://comodesenhar-manga.blogspot.com.br/.